Entrega do Prêmio SP De Bike ao Trabalho marca novo momento do ciclo-ativismo
13/05/2018 19:20 em Cidades

Fotos - Divulgação

As ganhadoras Eureka CoWorking e Itaú Unibanco mostram que a participação da iniciativa privada na transformação da cultura de transporte é irreversível, das grandes às pequenas empresas

No Dia De Bike ao Trabalho, em evento que reuniu representantes do cicloativismo e terceiro setor, empresas e poder público no Sesc Pinheiros, foi entregue o Prêmio SP De Bike ao Trabalho, iniciativa da Bike Anjo e do Instituto Ethos, em sua primeira edição. O prêmio, inédito na América Latina, tem como objetivo reconhecer e fomentar as boas práticas empresariais de apoio à bicicleta. Comumente associado à solução para mobilidade urbana sustentável, o evento procurou mostrar que o uso da bicicleta no dia a dia pode e deve ser parte de uma estratégia de promoção de saúde.

 

A Eureka Coworking foi a empresa premiada na categoria pequenas empresas, por sua inovação. Com apenas quatro anos de vida, a empresa nasceu com a vocação de impulsionar a mobilidade ativa. “Desde a inauguração, adotamos como política oferecer desconto ao profissional que chegasse ao co-working de bicicleta”, explica Daniel Moral, criador da Eureka. “Trabalhamos no espírito da economia colaborativa, e entendemos também que não dá para achar normal o uso de um carro por pessoa. Temos que pensar em otimizar recursos e não gastá-los no mundo de hoje.”

O Itaú Unibanco foi o premiado da categoria grandes empresas pelo impacto e capilaridade das ações. Com iniciativas hoje já conhecidas pelos brasileiros, principalmente devido ao sistema de bicicletas compartilhadas que inaugurou no país, o Itaú Unibanco se empenhou nos últimos cinco anos no fomento ao uso da bicicleta por seus próprios funcionários. A gerente de relações institucionais, Simone Gallo, afirma que a iniciativa surgiu inicialmente para incentivar o público interno. "Estamos engajados na causa da mobilidade, investindo pela sociedade e por nossos colaboradores. Já alcançamos a marca de treze mil colaboradores, apenas em SP, que tem a sua disposição infraestrutura para utilizar a bike como meio de transporte."

O incentivo do deslocamento ao trabalho por bicicleta pelas empresas pode ter um impacto impressionante em cidades como São Paulo, já que 50% das viagens por bicicleta na capital correspondem a trajetos até o trabalho, segundo apontou Guillermo Petzhold, especialista em mobilidade do WRI - World Resources Institute, em sua intervenção. Para Evangelina Vormittag, Diretora do Instituto Saúde e Sustentabilidade, o maior comprometimento das empresas com esta causa pode ser facilitado com a utilização de instrumentos como uma metodologia da OMS com indicadores que evidenciam os impactos na saúde do trabalhador, além de modificações na lei trabalhista, que minimizem os “riscos” frequentemente alegados pelos empregadores. O Instituto Ethos, parceiro desta edição do prêmio, acaba de lançar um guia de indicadores sobre mobilidade urbana para empresas, ferramenta que também pode ser valiosa neste processo.

As empresas de médio porte foram homenageadas durante o evento e incitadas e se inscrever na próxima edição, já que o número mínimo de inscrições estipulado para que a categoria fosse considerada para o prêmio não foi atingido. Representantes das prefeituras de Fortaleza, considerada pioneira no apoio à bicicleta e da prefeitura de São Paulo, também participaram do evento.
 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!